Patrocínio
Araxá
Patos de Minas
Presidente Olegário
Carmo do Paranaíba
Coromandel
Monte Carmelo
Perdizes
Ibiá
São Gotardo
Uberlândia
Araguari
Prata
Sacramento
Frutal
Conseição das Alagoas
Ituiutaba
"Una-se a nós"

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

0

CRIMINALIDADE: A PELE MAIS FINA QUE O BRASIL TEM NO... CORAÇÃO


    Como já é de nosso conhecimento, o Brasil investe muito dinheiro na ressocialização de criminosos, e não há nada que possamos fazer a não ser colaborar com impostos e mais impostos para dar boa vida aos bandidos que tanto prejudicam os brasileiros. Em Minas Gerais recentemente foram garantidas algumas vagas para presidiários estudarem em cursos superiores, na esperança de que assim eles sejam reintegrados novamente à sociedade e venham a se readaptar com expectativas positivas. Realmente são estas a atitudes que o governo deve tomar, infelizmente nem tudo que se faz com boa vontade reflete bons resultados.




    Hoje ( 07/02 ) em Brasília, os ministros da Educação, Aloizio Mercadante, e da Justiça, José Eduardo Cardozo assinaram um acordo que mostra mais uma vez que o Brasil se supera no assunto e aprimora suas técnicas de ressocialização. Através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que vai destinar 90 mil vagas para pessoas privadas de liberdade que cumprem pena nos regimes aberto, semiaberto, fechado e de prisões provisórias, além daquelas que já cumpriram as penas previstas. A previsão é ofertar 35 mil neste ano e chegar ao total de 90 mil até 2014 para cursos técnicos e de formação continuada. O investimento será de R$ 180 milhões. 

    De acordo com o Ministério da Justiça, a pasta já elaborou nota técnica para que a cada doze horas estudadas haja o abatimento de um dia de pena. "Isso implica na redução de custos para o estado”, disse o diretor do Departamento Penitenciário Nacional, Augusto Eduardo de Souza Rossini.

    O ministro Aloízio Mercadante informou que o governo está formulando projeto para garantir a conclusão dos estudos de filhos de policiais e agentes penitenciários mortos em serviço, com acesso irrestrito ao Prouni. Mas como o servidor fica em segundo plano isso ainda vai dar muito pano pra manga e com certeza no final da circulação do projeto podemos nos deparar com mais um veto da presidência ou a não aprovação por parte do senado ou dos deputados e mais uma vez o cidadão de bem pagará para ser humilhado!

FONTE: G1

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Receba novidades deste site em seu E-mail

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...