Patrocínio
Araxá
Patos de Minas
Presidente Olegário
Carmo do Paranaíba
Coromandel
Monte Carmelo
Perdizes
Ibiá
São Gotardo
Uberlândia
Araguari
Prata
Sacramento
Frutal
Conseição das Alagoas
Ituiutaba
"Una-se a nós"

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

0

24 HORAS DE PARALISAÇÃO DOS SISTEMA PRISIONAL


    Vários Estados presenciaram no dia de hoje ( 30/01/2013 ) uma breve paralisação dos servidores penitenciários, a atitude partiu como forma de protesto ao veto da presidente Dilma sobre o projeto que regulamentava o porte nacional de armas de fogo para os agentes prisionais. Apesar de alguns Estados brasileiros já concederem este benefício mais do que justo à categoria, muitos destes aderiram à paralisação visando apoiar e valorizar a classe em todo território nacional.
    Após o veto, vários comentários e críticas foram feitas pelos representantes e até mesmo pela população, que se sente indefesa vendo a segurança pública sendo tratada de maneira tão parcial e degradante no país. Esta revolta é demonstrada em imagens como esta que vemos à seguir. O agente prisional que trabalha com forte armamento nos presídios e em escoltas nacionais, não pode sequer se defender de um ataque na rua durante seu horário de descanso.

   
    De acordo com os amigos do Blog A POEIRA, os Estados que aderiram foram : Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre, Amazonas, Alagoas, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Maranhão, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná e Distrito Federal.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro não haverá paralisação. Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp), os servidores não pararam porque a legislação do estado é diferente e o veto da presidente Dilma Rousseff não afetou os agentes.
A diretoria do Sindicato dos Servidores do Sistema Penal do Rio de Janeiro (Sindseap-RJ) divulgou pela manhã no site da instituição uma nota informando que a Assembleia Geral da categoria decidiu ontem (29), por unanimidade, não aderir ao movimento. De acordo com o texto, os agentes vão esperar resposta do governo antes de fazer qualquer manifestação.

Vejam pela reportagem feita pela equipe do R7, como começou o dia de paralisação na papuda, DF.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Receba novidades deste site em seu E-mail

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...